Melhorando empresas e profissionais pelo uso criativo da cultura digital

Veja como eu posso ajudar você
a atingir um novo patamar de
produtividade com os recursos online
que já fazem parte do seu cotidiano

1
1

QUEM SOU EU

Olá! Meu nome é Paulo Silvestre, e sou um jornalista apaixonado por tecnologia que está online desde 1987.

Executivo de produtos digitais, mídia e e-commerce com 25 anos de carreira, sou palestrante e professor. Ajudo empresas a tirar o máximo de suas operações e formo profissionais mais críticos.

Adoro compartilhar conhecimento. Em 2016, fui eleito um dos brasileiros mais influentes no LinkedIn, pelo prêmio LinkedIn Top Voices.

Mas tenho muito mais a contar! Venha me conhecer.

MEUS EVENTOS

Palestrante há uma década, sou especialista em despertar uma visão crítica e fora do convencional nas pessoas. Demonstro como o mundo digital pode destravar suas potencialidades. Resultado: pessoas saudavelmente inquietas e prontas para transformar suas empresas e seu dia a dia em algo mais produtivo. Saiba mais!

MINHAS CONSULTORIAS

Ofereço ao seu negócio a experiência de quem desenvolve produtos digitais há 25 anos para algumas das maiores empresas do Brasil e do mundo.  Analiso suas necessidades e ofereço o melhor caminho a ser tomado, inclusive, se necessário, que soluções devem ser adotadas. Conheça os detalhes!

O MACACO ELÉTRICO

Desde 2009, meu blog traz análises sobre tendências e os acontecimentos mais quentes da cultura digital
e os mercados de comunicação, tecnologia e educação. São centenas de artigos: conheçam o blog!

Artigos mais recentes / Veja todos os artigos

Inteligência artificial avança sobre o destino do seu emprego

| Tecnologia | No Comments

O papel da Inteligência Artificial cresce de maneira galopante em todos os segmentos do mercado. A área de Recursos Humanos também se beneficia dela, naturalmente. Já há algum tempo, esses sistemas são usados para fazer a peneira em um oceano de currículos que concorrem a vagas de trabalho. Agora algumas empresas também estão usando esse recurso para decidir quem será demitido. Se algumas pessoas já questionavam a capacidade de a inteligência artificial escolher os melhores candidatos para uma vaga, essa dúvida tende a ficar ainda mais cruel quando se imagina um frio computador decidindo quem será mandado embora. A máquina…

Guarda da série “Round 6”, que se tornou a mais vista na Netflix, cujos jogos violentos estão sendo simulados em escolas

O que pode haver de mortal em brincadeiras infantis

| Educação | No Comments

Na semana passada, “Round 6” se tornou a série mais vista da história da Netflix. Mais de 111 milhões de pessoas assistiram à produção sul-coreana nas primeiras quatro semanas no ar. Ela retrata uma macabra competição entre 456 endividados, que se dispõem a participar de versões de seis jogos infantis. O vencedor leva um prêmio equivalente a R$ 213 milhões. Todos os demais morrem ao longo dos jogos. Mas algo sinistro se formou em torno da série, indicada para maiores de 16 anos. Crianças de vários países, inclusive do Brasil, estão simulando a competição nas escolas. No caso, os perdedores…

Nicotina, algoritmos, dopamina, curtidas e outras drogas

| Tecnologia | No Comments

Sinto lhe dizer, mas você provavelmente é um viciado em drogas. Não me refiro às “clássicas”, como crack, heroína, cocaína ou maconha, ou às “drogas legais”, como bebidas alcoólicas ou cigarros. Estou falando de redes sociais, e isso não é um abuso de linguagem. O que nos faz ficar grudados nas telas é a dopamina que nosso cérebro produz ao sermos bombardeados pelos algoritmos dessas plataformas com conteúdos que nos agradam. Trata-se, portanto, de uma dependência química real. Esse debate pegou fogo na semana passada, quando a americana Frances Haugen, ex-gerente da equipe de integridade cívica do Facebook, veio a…

Steve Jobs, cuja morte completa dez anos nesta terça, ainda pode ensinar muito a um mundo que parece ter se perdido

O que o mundo perdeu em uma década sem Steve Jobs

| Tecnologia | No Comments

Pouquíssimas pessoas podem dizer que mudaram o mundo uma vez com suas ideias ou suas ações. Steve Jobs fez isso três vezes! Nesta terça, sua morte completa dez anos. Mas seu legado continua em nosso cotidiano e seu pensamento inspira novas gerações de empreendedores, inventores e executivos. Isso não deixa de ser curioso, pois Jobs não era um gênio da tecnologia ou sequer um bom gestor de pessoas. Pelo contrário, sua personalidade colérica e sua absoluta falta de tato são amplamente conhecidas e suas habilidades técnicas eram bem comuns. É de se perguntar, então, como ele conseguiu fazer tudo que…

ONDE JÁ ESTIVE

Esses são alguns dos parceiros que já me chamaram para debater sobre diferentes aspectos da cultura digital em palestras, workshops e cursos: