Melhorando empresas e profissionais pelo uso criativo da cultura digital

Veja como eu posso ajudar você
a atingir um novo patamar de
produtividade com os recursos online
que já fazem parte do seu cotidiano

1
1

QUEM SOU EU

Olá! Meu nome é Paulo Silvestre, e sou um jornalista apaixonado por tecnologia que está online desde 1987.

Executivo de produtos digitais, mídia e e-commerce com 25 anos de carreira, sou palestrante e professor. Ajudo empresas a tirar o máximo de suas operações e formo profissionais mais críticos.

Adoro compartilhar conhecimento. Em 2016, fui eleito um dos brasileiros mais influentes no LinkedIn, pelo prêmio LinkedIn Top Voices.

Mas tenho muito mais a contar! Venha me conhecer.

MEUS EVENTOS

Palestrante há uma década, sou especialista em despertar uma visão crítica e fora do convencional nas pessoas. Demonstro como o mundo digital pode destravar suas potencialidades. Resultado: pessoas saudavelmente inquietas e prontas para transformar suas empresas e seu dia a dia em algo mais produtivo. Saiba mais!

MINHAS CONSULTORIAS

Ofereço ao seu negócio a experiência de quem desenvolve produtos digitais há 25 anos para algumas das maiores empresas do Brasil e do mundo.  Analiso suas necessidades e ofereço o melhor caminho a ser tomado, inclusive, se necessário, que soluções devem ser adotadas. Conheça os detalhes!

O MACACO ELÉTRICO

Desde 2009, meu blog traz análises sobre tendências e os acontecimentos mais quentes da cultura digital
e os mercados de comunicação, tecnologia e educação. São centenas de artigos: conheçam o blog!

Artigos mais recentes / Veja todos os artigos

Rotuladores de dados realizam um trabalho essencial para a IA, porém estressante e mal pago - Foto: Drazen Zigic/Creative Commons

Para nos beneficiarmos da IA, uma multidão ameaça a própria saúde mental por trocados

| Tecnologia | No Comments

Não cansamos de nos deslumbrar com as capacidades da inteligência artificial generativa. Quando foi apresentado no dia 13 de maio, o GPT-4o, versão mais recente do “cérebro” do ChatGPT, parecia mágico, com suas capacidades cognitivas refinadas e conversas bem-humoradas. Mas ironicamente, apesar de essa data estar associada à lei que formalizou o fim da escravidão no Brasil, o “milagre da IA” das grandes empresas de tecnologia depende de um trabalho muitas vezes estressante e mal remunerado, feito por uma multidão de pessoas subcontratadas em países pobres. Conhecidos como “data taggers” (ou “rotuladores de dados”), esses trabalhadores desempenham o papel crucial…

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi (direita), manteve o cargo, após as “eleições da IA” - Foto: Governo da Índia/Creative Commons

Índia inaugura novo jeito de fazer campanha eleitoral, com apoio da IA

| Tecnologia | No Comments

O resultado das eleições sempre esteve ligado ao uso das tecnologias da época. A TV era fundamental para a vitória até 2018, quando foi suplantada pelas redes sociais, críticas para definir os pleitos desde então. Mas agora elas podem perder esse posto para a inteligência artificial. E a Índia, que acabou de realizar a maior eleição do mundo, demonstrou como dominar essa tecnologia ficou essencial para os candidatos. A IA na política não se resume a criar deep fakes para desmoralizar adversários ou se valer do ChatGPT para compor peças publicitárias, legítimas ou falsas. Como alguns candidatos indianos demonstraram, ela…

Theodore e Samantha (o sistema operacional do celular em seu bolso), em cena do filme “Ela” (2013) Foto: reprodução

Empresas querem que acreditemos que a inteligência artificial é humana

| Tecnologia | No Comments

A nossa interação com diferentes plataformas de inteligência artificial fica cada vez mais parecida com conversas que temos com outras pessoas. Em alguns casos, nossos cérebros podem ser enganados para crer que estão interagindo com outros indivíduos, por mais que saibam que não é verdade. Não é por acaso: as big techs querem que nos relacionemos com esses produtos de maneira mais “humana” possível. Mas longe de ser apenas um recurso para melhorar sua usabilidade, isso levanta questionamentos éticos e até de produtividade. Ao longo da nossa evolução, aprimoramos a capacidade de atribuirmos características humanas ao que não é. Fazemos…

Zumbis da série “Walking Dead”: as redes sociais podem nos transformar em uma versão digital dessas criaturas - Foto: reprodução

Ansiedade algorítmica cria zumbis que trabalham de graça para redes sociais

| Tecnologia | No Comments

“Responda aos comentários dos fãs para ajudar a aumentar o engajamento com a sua conta”. Nessa semana, o Facebook me conclamou (de novo) a interagir ainda mais com outras pessoas, como se isso fosse fazer uma grande diferença na minha vida. Como a principal rede do Mark Zuckerberg definitivamente não me entrega tal valor, dei de ombros. Mas muita gente não consegue praticar esse desapego, seja no Facebook ou em outras redes sociais. E isso vem provocando uma crescente onda de ansiosos por não darem conta de todas as “tarefas” sugeridas pelos algoritmos, como se fossem necessárias para se destacar…