Melhorando empresas e profissionais pelo uso criativo da cultura digital

Veja como eu posso ajudar você
a atingir um novo patamar de
produtividade com os recursos online
que já fazem parte do seu cotidiano

1
1

QUEM SOU EU

Olá! Meu nome é Paulo Silvestre, e sou um jornalista apaixonado por tecnologia que está online desde 1987.

Executivo de produtos digitais, mídia e e-commerce com 25 anos de carreira, sou palestrante e professor. Ajudo empresas a tirar o máximo de suas operações e formo profissionais mais críticos.

Adoro compartilhar conhecimento. Em 2016, fui eleito um dos brasileiros mais influentes no LinkedIn, pelo prêmio LinkedIn Top Voices.

Mas tenho muito mais a contar! Venha me conhecer.

MEUS EVENTOS

Palestrante há uma década, sou especialista em despertar uma visão crítica e fora do convencional nas pessoas. Demonstro como o mundo digital pode destravar suas potencialidades. Resultado: pessoas saudavelmente inquietas e prontas para transformar suas empresas e seu dia a dia em algo mais produtivo. Saiba mais!

MINHAS CONSULTORIAS

Ofereço ao seu negócio a experiência de quem desenvolve produtos digitais há 25 anos para algumas das maiores empresas do Brasil e do mundo.  Analiso suas necessidades e ofereço o melhor caminho a ser tomado, inclusive, se necessário, que soluções devem ser adotadas. Conheça os detalhes!

O MACACO ELÉTRICO

Desde 2009, meu blog traz análises sobre tendências e os acontecimentos mais quentes da cultura digital
e os mercados de comunicação, tecnologia e educação. São centenas de artigos: conheçam o blog!

Artigos mais recentes / Veja todos os artigos

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, depõe ao Senado americano em abril de 2018, sobre o escândalo da Cambridge Analytica

O cinismo das redes digitais

| Tecnologia | No Comments

No início de 2002, o jornalista americano John Battelle perguntou a Eric Schmidt como o Google havia se tornado uma empresa da mídia. O então recém-empossado CEO disse que a pergunta não tinha cabimento, pois o Google era uma empresa de tecnologia. Um ano depois, os dois se encontraram de novo, e Schmidt começou a conversa dizendo: “o negócio de mídia não é incrível?” De lá para cá, as gigantes de tecnologia se tornaram companhias de mídia de uma maneira que as empresas tradicionais do setor jamais sonharam. Não apenas porque arrebataram o mercado de publicidade, centavo a centavo, mas…

A “cultura do cancelamento” ataca a democracia no seu coração

| Tecnologia | No Comments

A melhor maneira de se perpetuar ideias ruins é evitar o debate, principalmente dos mais jovens, que tradicionalmente trazem ideias reformadoras. Por isso, uma pesquisa divulgada recentemente pelo instituto Ipec preocupa: ela indica que 59% dos brasileiros entre 16 e 34 anos evitam falar de política nas redes sociais por medo de serem “cancelados”. Na verdade, esse temor de ser “linchado digitalmente” atinge todas as idades. O meio digital, que floresceu lá pela virada do século como um espaço em que todos poderiam se expressar livremente, se transformou, nos últimos anos, em uma arena de ódio e de exclusão, afastando…

Entramos no ano mais digital de nossas vidas

| Tecnologia | No Comments

Este promete ser o ano mais digital de nossas vidas. Por isso, entender o que aconteceu nesse setor em 2021 pode nos ajudar a aproveitar melhor o que a tecnologia tem de bom a nos oferecer e a fugir de enormes arapucas que já armaram para todos nós. E a maioria das pessoas não tem esse conhecimento. Por exemplo, no final de novembro, o dicionário Collins escolheu NFT como a “palavra do ano”. Como toda seleção assim, ela é controversa, mas essa representa bem os efeitos da digitalização galopante de nossas vidas, dando o tom do ano que começa. Essa…

Kate Dibiasky (Jennifer Lawrence) e Randall Mindy (Leonardo DiCaprio), astrônomos que descobrem o cometa no filme “Não Olha Para Cima”

Estamos chegando ao fim do ano ou ao fim do mundo?

| Jornalismo | No Comments

Estamos na semana entre o Natal e o Ano Novo, um período do ano em que tradicionalmente pouca coisa acontece. Mas isso não importa em uma era de narrativas que valem mais que acontecimentos, e de enorme manipulação das massas. Por isso, o filme “Não Olhe Para Cima”, que chegou à Netflix nessa sexta, é incrivelmente oportuno. O atual momento histórico será lembrado pela crise sanitária da Covid-19, que, em algum momento, finalmente será debelada de vez. Mas também ficará como aquele em que uma parcela da humanidade por opção desconectou-se do real para abraçar fantasias confortáveis, mesmo as bizarras….

ONDE JÁ ESTIVE

Esses são alguns dos parceiros que já me chamaram para debater sobre diferentes aspectos da cultura digital em palestras, workshops e cursos: